buscar
´

Polícia acertou ao matar sequestrador?

Em 2000, a ação policial no Rio foi criticada por especialistas em segurança pública. Na ocasião, o sequestrador Sandro Barbosa do Nascimento, 21, poderia ter sido morto por um sniper quando colocou a cabeça para fora do veículo, mas não houve autorização para isso…

Notícias
3 meses atrás
Polícia acertou ao matar sequestrador?
Reprodução/TV Globo

Desta vez a força policial não cometeu o mesmo erro, na manhã desta terça-feira (20), Willian Augusto da Silva, de 20 anos, sequestrou um ônibus na Ponte Rio-Niterói, permanecendo por três horas e meia com 37 reféns parados na altura do vão central, na pista sentido Rio. Os momentos de tensão só foram encerrados porque a policia agiu com maestria, um atirador de elite acabou com problema.

Uma pergunta que incomodou muita gente foi se o “Rio festejou a morte como se tivesse marcado um gol”, e não deveria? Um bandido que coloca a vida de 37 pessoas em risco não deveria mesmo ser eliminado naquele momento? Deixo a resposta para vocês.

Sequestrador estava em surto psicótico e ameaçou incendiar o ônibus

O governador do estado, Wilson Witzel, que concedeu coletiva à imprensa no início da tarde, considerou um sucesso a operação que terminou com a morte de Willian.

“Tivemos que usar atiradores de elite para neutralizar um homem que ameaçada dezenas de vidas. Eu estive no local, subi no ônibus e vi que havia um cheiro forte de gasolina. Ele pendurou no teto do ônibus garrafas PET cortadas com gasolina e tinha um isqueiro na mão quando foi abatido. Durante a negociação ele demonstrou uma perturbação mental e disse que queria parar o estado. Vamos ouvir os reféns e familiares para entender o que levou ele a praticar este ato.”

Segundo o comandante do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope), tenente-coronel Maurílio Nunes, que foi o responsável pela ação, as negociações por telefone não avançaram e a psicóloga presente no local identificou em William um perfil psicótico, o que, segundo ele, levou a polícia a iniciar a “negociação tática” que culminou nos disparos fatais. “No contato, ele alegou que queria se matar, iria se atirar da ponte, estava difícil manter a negociação, ele saiu do ônibus e apontou a arma para uma vítima. Sempre tomamos por princípio que a arma era real. O ônibus estava engatilhado, com garrafas PET com gasolina penduradas e ele tinha um isqueiro, então a ameaça era real. A negociação passou para tática, comandada por mim.”

Por motivo de sigilo no inquérito, Nunes não revelou quantos atiradores participaram da ação nem quantos tiros foram disparados. “Foram disparados os tiros necessários para ele parar. Ele também tinha uma faca e uma arma de choque”, informou o tenente-coronel.

O sequestrador foi levado para o Hospital Souza Aguiar, no centro do Rio, mas não há informações se ele chegou com vida ou já morto à unidade de saúde. A Polícia Civil assumiu a ocorrência e a Delegacia de Homicídios da capital será a responsável por conduzir o inquérito, que está em sigilo.

Na coletiva, o governador Witzel voltou a defender que pessoas portando fuzis possam ser abatidas por atiradores de elite e informou que vai provocar o Supremo Tribunal Federal para que seja dado um entendimento jurídico nesse sentido.

“Eu quero extrair o entendimento de que quem porta fuzil é ameaça iminente, não podemos esperar ele atirar primeiro. A sociedade precisa tomar essa decisão, vamos provocar o STF para ter esse entendimento jurisdicional. Se esse de hoje pode ser abatido, porque não quem está com um fuzil?”, questionou o governador.

William não tinha antecedentes criminais e parentes relataram que ele estava em surto psicótico há três dias. A arma encontrada com ele era um simulacro, ou seja, de brinquedo.

*Com informações da Agência Brasil.

É hora de fazer o recadastramento de celulares pré-pagos pela Anatel
Quem usa celular pré-pago tem até a próxima segunda-feira (18) para recadastrar e atualizar seus dados, os titulares que não fizerem o recadastramento poderão ter o serviço...
STF é contra prisão em segunda instância
O Supremo Tribunal Federal decidiu contra a validade da execução provisória de condenações criminais, conhecida como prisão após a segunda instância. Por 6 votos a 5, a...
Como fazer o Cartão Cidadão
O Cartão do Cidadão é feito gratuitamente e tem direito qualquer pessoa que recebem algum benefício pago pela Caixa Econômica Federal, seja FGTS, Seguro-desemprego, PIS,...
Consultar FGTS: Caixa antecipa calendário de saques de até R$ 500
Ao todo 62,5 milhões de trabalhadores sem conta na Caixa Econômica Federal poderão retirar até R$ 25 bilhões. Para os correntistas do banco, o dinheiro foi depositado...
Arautos do Evangelho: grupo católico é investigado
Pouco mais de dois anos após determinar que a administração da Associação Internacional dos Arautos do Evangelho, bem com o “estilo de vida” dos membros do conselho da...

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em testar apps e tudo mais que envolve tecnologia. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e felicidades nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...